A Arquidiocese de Brasília se prepara para o fechamento da Porta Santa do Ano da Misericórdia que teve início em dezembro de 2015. No dia 13 de novembro a Porta Santa aberta na Catedral Metropolitana de Brasília, será fechada com uma celebração, às 10h30. A Missa Solene será presidida pelo Arcebispo de Brasília, dom Sergio da Rocha e concelebrada pelos bispos auxiliares e todo o clero de Brasília.

No Santuário Menino Jesus de Praga, em Brazlândia, local onde foi aberta a outra Porta Santa da Arquidiocese, terá a Celebração de fechamento no dia 20 de novembro, às 10h00 e será presidida pelo bispo auxiliar emérito do Ordináriado Militar, dom Osvino José Both.

A Porta Santa é uma porta especial em uma catedral, basílica ou santuário, que é aberta apenas nos anos jubilares. Simbolicamente, a Porta Santa representa para quem passa por ela, o passo do pecado à redenção, da morte à vida, do não crer à fé.

Com o Ano da Misericórdia, o Papa Francisco propôs a todos os fiéis, diversas ações para um encontro profundo com Deus por meio da Sua infinita Misericórdia.

Na Bula Misericordiae Vultus, o Santo Padre sugere algumas iniciativas que podem ser vividas em diferentes etapas. Veja: Realizar peregrinações; Praticar as obras de misericórdia; Intensificar a oração; Passar pela Porta Santa em Roma ou na Diocese; Perdoar a todos; Buscar o Sacramento da Reconciliação; Superar a corrupção; Receber a indulgência; Participar da Eucaristia; Fortalecer o ecumenismo; Converter-se. Todas essas ações feitas individualmente ou em conjunto são oportunidades de vivenciar verdadeiramente o Ano santo.

Ainda da tempo de ganhar indulgências

Para receber a indulgência todos são chamados a realizar uma breve peregrinação rumo à Porta Santa, como sinal do profundo desejo de verdadeira conversão. É importante que este momento esteja unido, em primeiro lugar, ao Sacramento da Reconciliação e à Celebração da Eucaristia com uma reflexão sobre a Misericórdia. Será necessário acompanhar essas celebrações com a profissão de fé e com a oração pelo Papa, para o bem da Igreja e do mundo inteiro.

Consistório

Na véspera do encerramento do Ano Santo da Misericórdia, dia 19 de novembro, o Papa Francisco realizará um consistório em que será criado 13 novos cardeais, entre eles, Dom Sergio da Rocha.

Este será o terceiro consistório do pontificado de Francisco, após a criação de 19 cardeais, entre os quais 16 eleitores, em 22 de fevereiro de 2014, e de 20 cardeais (15 eleitores) em 14 de fevereiro de 2015. No dia 20, Solenidade de Cristo Rei, a celebração de fechamento da Porta Santa da Basílica de São Pedro, no Vaticano, e encerrando do Jubileu Extraordinário do Ano Santo da Misericórdia será concelebrada pelos novos cardeais.

 

Por Kamila Aleixo

Foto: Felipe Rodrigues / Núcleo de Fotografia da Arquidiocese de Brasília